Skip to content

QUANTO VALE HOJE UM “BEM” DEIXADO NO EX-ULTRAMAR?

01/01/2010

Muitos dos herdeiros de titulares ( muitos já falecidos) de bens perdidos no ex-ultramar afirmam não valer a pena lutarem pelos seus direitos,pois os respectivos valores são hoje considerados insignificantes.

Alguns dizem que ” meu Pai deixou uma casa que está registada por duzentos contos. Somos dois, três ou quatro irmãos. Que restará para cada um?”

Independentemente de se lutar por um direito, o valor real actual não serão os “duzentos contos” do exemplo acima, mas, cerca de 30 vezes mais segundo o Instituto Nacional de Estatística.

Todos os países que descolonizaram pagaram as respectivas indemnizações. Inclusivé por bens perdidos pelos seus cidadãos em Angola e Moçambique. Porque Portugal não o faz?.

Advertisements
5 comentários leave one →
  1. 07/02/2010 19:59

    No ultimo boletim que recebi pediam que manda-se a relação dos bens deixados, eu mandei a minha relação para a AEANG quando me inscrevi como sócio, será que está valendo? agradêço que me digam algo sobre isso. Mário Luis sócio n 1.191

  2. 19/05/2010 00:10

    olá,nasci em moçambique em 1966 vila pery,vivia na beira,em 1977 perdi os meus pais(faleceram) e vim sem nada para portugal sem conhecer a metropele com 11 anos e cresci em uma casa para rapazes durante 2 anos,vivi na rua passei fome e nao tinha familia e sou portugues,nunca ninguem me ajudou em nada,estive 10 anos sem saber dos meus 3 irmaos que nos separamos,em moçambique ficaram bens,contas bancarias,tudo… até hoje nada sei,tenho 44 anos e só peço que os meus filho não tenham que passar por o que eu passei.

    Agradeço ajuda sobre informaçoes ou a quem me derigir, remontam aos anos de,sensivelmente +/-1974 a 1977. Trata-se de contas bancarias em moçambique no nome dos meus pais e possivelmente também em meu nome e dos meus irmãos.Acho ter havido transferencia para portugal.na altura eu era uma criança que ficou orfã de pai e mae, tendo eu agora 44 anos.Os meus pais chamam-se:
    Salomão de Almeida Santos Mendes e Maria Rosa de Passos da Rocha e Vasconcelos Mendes
    Filhos: Manuel João de Almeida Santos e Vasconcelos mendes, Francisco Luís de Almeida Santos e Vasconcelos Mendes, António Alexandre de Almeida Santos e Vasconcelos Mendes e eu
    Salomão Mário de Almeida Santos e Vasconcelos Mendes
    tlm 916346420
    Caso exista referencias a esta cituação,agradeço orientação e ajuda.
    atentamente
    salomão mário mendes

  3. joão permalink
    19/10/2010 14:38

    portugal ñ fez, porque quer dar graxa , e são UMA Cambada de chulos , curruptos, miseráveis etc…

    Os tugas :
    1º- são burros porque pensam que os retornados e os que nasceram em Angola ( brancos ) andavam com um cacetete a sacar o dinheiro aos otocnes .

    2º- São racistas , porque nunca consideraram os naturais brancos, como pessoas que pretencem aquela terra .

    3º- São muito mal formados e com muita pouca educação , porque nos ignoraram e
    ainda hoje fazem de conta que não aconteceu nada .

    4º- não teem identidade nacional , não valem nada .

    5º-. não teem vergonha , daquilo que fizeeram , deixando os naturais numa infindável guerra. E os Portugueses ( e em vez de os defender andavam em farras e a entregar Portugueses e descendentes ao movimento do Mpla para serm desimados até recem nascidos foram mortos perante a passivbidade destas liricos- criminosos) .

    Este Pais ( portugal ) ha-de ter aquilo que merece , é uma questão de tempo .

    • José Santos permalink
      27/06/2011 03:17

      Subscrevo totalmente e compreendo a revolta de João. Existe em Portugal uma grande parte da população cerebralmente bruta e avessa ao conhecimento e a uma boa informação.

      Por exemplo: qual foi a minha surpresa, quando há 5 anos, um indivíduo aqui do norte e, de meia idade, portanto, com idade suficiente para saber o mínimo sobre a revolução dos cravos e as suas consequências, me perguntou se em Angola havia casas e ruas asfaltadas!!!

      Outra situação recorrente é a de dizerem que Salazar era comunista e que foi derrubado por causa disso. Nem sabem que existiu durante vários anos a chefiar o país o profº Marcelo Caetano.

      Não sou fascista nem apoiante incondicional do antigo regime. No entanto, cada vez acho mais fantástico como eles tinham razão ao afirmar que Portugal sem uma base além mar rapidamente perderia a sua identidade e independência.

      Os interesses de outras nações bem como a conjugação com outros factores internos tais como os grupos de traidores a nível militar e político (que sempre existiram na história dos países), formaram o desenrolar dos acontecimentos que impediram o que estava a ser delineado: a autodeterminação das colónias por parte das sociedades pluriraciais que aí conviviam.

      José Manuel Santos

      • antonio permalink
        02/10/2011 16:44

        Meus senhores:

        Vejam como Portugal está agora. Se fizeram a desconolização para isto valha-nos Deus. Todos os dias há protestos por isto ou por aquilo.Ainda ontem, Sábado, dia 1º. de Outubro voltou muita gentinha a sair à rua a protestar. Eu como sou ainda muito novo pergunto: antes do 25 de Abril também era ssim? Havia tanta miséria, o Pais estava assim tão mal e não se esqueçam de poupar no gas e na electricidade que no fim do mês vai doer ai isso vai… iva a 23% ai ai……

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: